Centro de Documentação e Memória Indígena Cardeal Dom Aluísio Lorscheider

O referido acervo é composto de mais de 30 mil documentos, dentre estes, recortes de jornais, cartas, mapas, folders, cartazes, fotografias, documentação contábil e administrativo-financeira, ofícios, atas de reunião, panfletos, gravações em áudio e vídeo (VHS e cassete), relatórios, cadernos, livros e etc, que agora integram o Núcleo de Documentação Histórico-Cultural/NUDOC, vinculado ao Departamento de História da instituição e que possui condições adequadas para o armazenamento e a disponibilização para todos os interessados.

O acervo do CDPDH é registro da luta e resistência dos povos indígenas e é de grande interesse histórico e acadêmico. Por essa razão, foi estabelecida uma parceria com o Armazém Memória, um dos maiores acervos indigenistas do Brasil, visando possibilitar o acesso de pesquisadores, de indígenas e de interessados na luta dos povos do Ceará, além de ser um importante instrumento de educação para os direitos humanos. Dessa forma, através de uma plataforma moderna de busca se tornará muito mais prático pesquisar e se aprofundar nesse rico acervo, além de estar integrado a outros importantes registros dos povos indígenas do Brasil.

O Centro de Documentação e Memória Indígena Cardeal Dom Aluísio Lorscheider, Arcebispo de Fortaleza de 1973 a 1995 é importante apoiador da luta indígena no Ceará, que junto ao Acervo do Armazém Memória será um instrumento a favor da luta pelos direitos humanos no Brasil e um registro da luta coletiva e resistência dos povos indígenas.

Centro de Referência Virtual Indígena surgiu do envolvimento do Armazém Memória nos trabalhos ligados à Comissão Nacional Verdade (CNV), onde durante o período de funcionamento dedicaram-se a mapear arquivos, fundos e coleções de interesse aos povos indígenas.

Acervo do CDPDH no Armazém Memória

Acervo do Armazém Memória

Av. Dom Manoel, 339 - Centro 
60060-091 Fortaleza/CE

(85) 3388-8708

© 2019 CDPDH

FILIADO AO MNDH